Um olhar sobre o suicídio

O suicídio é definido pelo dicionário Porto Editora como o “ato ou efeito de suicidar-se; morte dada a si mesmo”. O ponto crucial é que se trata de se tirar a vida de forma intencional. Mas, na verdade, o que se sabe sobre o suicídio?

O que se sabe sobre o suicídio: os dados conhecidos

Os estudos epidemiológicos conseguem descrever a ocorrência e a distribuição dos factos. Por exemplo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, cada ano mais de 800.000 pessoas se suicidam, sendo a segunda causa principal de morte entre as pessoas de 15 a 29 anos de idade. E, por cada adulto que se suicidou, provavelmente 20 tentaram cometer suicídio.

Diferenças de género e suicídio

Nos países mais ricos, são os homens que cometem mais suicídios. Por outro lado, é nos países mais pobres e com medianos recursos que se cometem maior número de suicídios. Cada 40 segundos alguém comete um suicídio!

 

Infelizmente trata-se ainda de um tema tabu, apesar dos esforços para a limitar ou eliminar, a resposta necessária envolve uma estratégia integral, ou seja, deve ser realizada uma abordagem a nível individual e comunitário, considerando fatores psicológicos, sociais e culturais.

 

 

Evolução do conhecimento sobre o suicídio

Apesar dos estúdios epidemiológicos, é importante continuar a realizar estudos para compreender este fenómeno, pois ainda existem mitos sobre o mesmo. Lembro-me que quando iniciei o curso de Psicologia, dizia-se que quando uma pessoa manifestava que ia cometer suicídio, não o ia fazer. Hoje, sabe-se hoje que o que acontece é o contrário… quando uma pessoa expressa a sua vontade de querer suicidar-se está a comunicar que precisa de ajuda.

O que se sabe sobre o suicídio

O que se sabe sobre o suicídio: fatores de risco

Alguns dos fatores de risco conhecidos para cometer suicídio são os problemas familiares, a violência, o ser vítima de abusos e de discriminação, as guerras, o facto de pertencer a grupos minoritários, as doenças mentais, as doenças crónicas e inclusive o facto de ter familiares que tenham cometido suicídio.

Como podemos evitar o suicídio?

Algumas respostas com sucesso para evitar o suicídio é criar uma boa rede social!  Portanto, informar as pessoas sobre o tema, atuar nas comunidades para eliminar o estigma do mesmo e de ter a preocupação para cuidar da saúde mental é uma forma de diminuir o número de casos. Para além disso, é importante restringir os meios aos quais as pessoas recorrem para cometer o suicídio.

A prevenção…

Os suicídios podem ser prevenidos, através da escuta ativa e de uma boa comunicação. Além disso, é também importante disponibilizar os recursos necessários alternativos para dar apoio ao indivíduo. Logo, o ideal é atuar de forma preventiva para fomentar a saúde mental e proporcionar os recursos adequados a cada indivíduo.

Relembrando…

Não se esqueça, que da mesma forma que outros temas relacionados com as doenças do foro psicológico existem soluções.  Portanto, o recurso a profissionais qualificados da área da Psicologia é fundamental para prevenir e tratar problemas psicológicos que possam pôr em risco a sua vida. Por isso, se tiver algum problema, entre em contacto com um profissional da saúde mental.